Remessas internacionais: o que são e quais seus custos


As remessas, ou transferências internacionais, são exatamente isto: uma transferência monetária entre países. Podem ser feitas por pessoas físicas e jurídicas por diversos motivos, desde a importação de produtos até investimentos no exterior.


Essa modalidade de transferência pode ser feita para qualquer localidade, exceto os países com restrição no GAFI – Grupo de Ação Financeira contra a Lavagem de Dinheiro, que busca combater o financiamento ao terrorismo, lavagem de dinheiro e outras ameaças à integridade do sistema financeiro internacional


Existem limites para transferências internacionais?


Não existem valores mínimos ou máximos, mas o Banco Central do Brasil exige comprovação de capacidade financeira. Para operações consideradas de pequeno valor (US$ 20.000), apenas a documentação cadastral, e acima disto, além da documentação de cadastro, a última declaração do imposto de renda ou outro documento de comprovação de origem dos recursos.


Essa legislação também vigora para o caso de recebimentos.


Quais taxas são cobradas para a realização de transferências para o exterior?


Além do IOF (imposto sobre operações financeiras) que pode variar entre 0,38% e 1,1%, conforme a natureza da operação, ou até ser isento como nos casos de importação ou exportação de produtos, você poderá ter custos adicionais:

SWIFT – taxa cobrada pelos bancos para enviar e receber transferências internacionais;

Tarifa de envio – custos da instituição bancária cobrados para realizar as remessas para o exterior;

Taxa de câmbio – taxa de câmbio cobrada pela instituição, inclui um spread sobre o câmbio comercial.

Quanto tempo as transferências para o exterior levam para ser realizadas?


O tempo pode variar conforme o porte da operação, transações com valores menores possuem menos burocracia e, por isso, serão liquidadas com mais facilidade.


Já, por exemplo, transações de milhões, podem levar semanas até ter a apresentação por completo da documentação necessária comprovada.


Como simplificar e agilizar o processo de transferência?


Contar com uma empresa especializada é o caminho: a FacilitaPay trabalha com um ecossistema de pagamento que é totalmente integrado com seus clientes, possibilitando o settlement das transações até mesmo em tempo real. Além de oferecer assessoria completa em câmbio e uma equipe altamente qualificada, garantindo agilidade e segurança em operações internacionais.

Através de uma API que fornece alcance global com integração, a empresa aceita mais de 50 métodos de pagamentos pelo mundo. Consulte os especialistas e simplifique sua rotina de transações internacionais.



9 visualizações0 comentário